about great expectations

STAR MATERIAL / DUARTE CARRASCO INTERVIEW

5:15 da tarde

Duarte Carrasco tem 16 anos e foi selecionado pela Prestige Talent LA, que esteve em digressão mundial há procura de novos talentos em várias áreas, como a de atores, modelos, cantores e bailarinos. Duarte teve que fazer inúmeros castings em Portugal, e em breve estará na California, a perseguir o seu grande sonho de ser ator e modelo.
Toca piano e está no coro do Escola de Música do Conservatório Nacional, e também tem aulas de guitarra. É excelente aluno e para o ano, em princípio estará em Washington através da AFS.

Portugal está cheio de pessoas talentosas, cheio de Salvadores Sobral antes de ter ganho o Festival Eurovisão da Canção. É necessário e urgente dar-lhes atenção!

Interview and Styling Susana Jacobetty

T-shirt and overcoat by Burberry.

O que sentiste quando percebeste que tinhas sido selecionado e que vais para Los Angeles?
Ao princípio nem queria acreditar! Quando me ligaram eu não estava em casa. Demorei um bocado a perceber do que é que se tratava o telefonema. Ainda pior, a pessoa que estava do outro lado falava em inglês o que dificultou, mas lá percebi do que se tratava e só quando desliguei o telefonema e comecei a assimilar todas as palavras e a traduzir outras é que comecei a compreender a dimensão da minha sorte! Depois claro, ao receber um email a confirmar tudo isto é que dei por mim a chorar de alegria.

Quais as tuas expectativas?
Eu, que por natureza sou muito inseguro, estou acostumado a ter as expectativas o mais baixo possível, sobretudo para evitar desilusões. No entanto, tratando-se desta experiência, percebi que com essa atitude não iria chegar a lado nenhum e agora estou com elevadíssimas expectativas e sinto que esta vai ser a oportunidade da minha vida – vai ser tudo ou nada!

Queres ser ator, mas e a música? Também é uma paixão?
Sim, a música sempre esteve no meu coração, mas mais como um suporte para a carreira de ator. Nada muito profissional. Na verdade, comecei a ter aulas de música, porque andava a participar num musical infantil, encenado pelo famoso ator, Ricardo Carriço, “A Mãe Natureza”, e me apercebi de que devia começar a investir nesta área para futuros projetos. Inscrevi-me, aos 12 anos, em aulas de piano, e no ano seguinte decidi que era importante aprender outro instrumento “menos fixo” por assim dizer, uma vez que gostaria de poder transportar a música comigo e não o contrário, pelo que passei a ter, ao mesmo tempo, aulas de guitarra. Aos 14 anos, já a começar a dominar o piano e com algumas bases de guitarra, decidi inscrever-me no Conservatório. Com um grau de aprendizagem mais elevado, passei a ter, para além da disciplina obrigatória de instrumento, formação musical e coro, uma disciplina muito engraçada, porque me ajuda a desenvolver esta paixão com uma série de alunos da minha idade, passando assim de uma aprendizagem individual para uma coletiva, onde desenvolvi inclusive várias amizades. Agora, a música faz parte do meu dia-a-dia e espero que me ajude realmente na carreira de ator.



Jacket by Burberry, jeans by Guess.

Quem são os atores que gostavas mesmo de conhecer, e quais as séries em que gostavas de participar?
Hum… esta pergunta é um bocado mais difícil de responder, uma vez que adoraria conhecer tantos atores. Lembrei-me agora de uma história engraçada… uma vez, numa viagem a Londres que fiz em família, em 2015, fomos visitar o famosíssimo museu de figuras de cera Madame Tussauds, onde acabei por tirar fotografias com imensas celebridades, tais como Johnny Depp, Angelina Jolie e Brad Pitt, Robert Pattinson, Tom Cruise, Arnold Schwarzenegger e Morgan Freeman. E lembro-me perfeitamente de quando sair dizer aos meus pais: “Um dia ainda irei conhecer pessoalmente todos estes atores sem ser em cera” (risos). Os meus pais claro que se riram na altura, mas um dia, quem sabe? Gosto de pensar que tudo é possível. Em relação às séries em que gostaria de participar a resposta é muito clara – Disney Channel. Já há muitos anos que acompanho este canal, e de alguma forma sinto que a minha personalidade em termos de representação se assemelha muito aos critérios dos atores que participam em tais séries – a comédia infantil. Todos os que me conhecem, mais como ator do que como amigo, dizem sempre que me conseguiriam perfeitamente imaginar numa série da Disney, pelo meu caráter e sarcasmo cómicos. No futuro quem sabe aonde conseguirei chegar, mas neste momento todas as minhas energias estão viradas para séries deste género.

E cinema? Diz-me 3 filmes que te levaram a querer perseguir esta carreira.
Para além de adorar ver filmes e séries, também gosto muito de ler livros. Para mim, seria uma honra poder participar num filme que tivesse um livro de inspiração. Como fã de “Harry Potter”, “Saga Twilight” e “Hunger Games”, sei como se muda tanto de um livro para um filme, principalmente devido aos enormes cortes de partes que têm de ser feitos na produção para que o filme não demore tanto tempo, e sei a tão grande influência que um determinado ator tem para que a personagem se mantenha fiel aos livros. Por isso, filmes como estes fazem-me querer perseguir esta carreira só para um dia ter a oportunidade de participar neste tipo de filmes.

Para o ano vais estar a viver em Washington, se o presidente dos EUA te desse um desejo o que propunhas para aquele país?
Pertencendo eu ao mundo das artes, o que eu lhe propunha era que expandissem cada vez mais este país e que o tornasse mais acessível àqueles que não têm meios económicos para poderem cá entrar. Para que ser artista bastasse querer e não poder.


Smoking and shirt by Burberry.

Quem é a pessoa que mais admiras no mundo?
Não a pessoa, mas sim o grupo de pessoas que mais admiro no mundo é a minha família. Sem ela eu não seria nada. Embora seja o único membro artístico na família, todos sempre concordaram com as minhas decisões e me apoiaram em todos os desejos. Não podia estar mais orgulhoso da família que tenho.

O que é que gostavas de fazer que ainda não fizeste?
Sem dúvida que dobrar filmes e séries. Aliás, houve uma altura que até surgiu a oportunidade de participar nas dobragens de um projeto, mas acontece que mesmo nessa altura a minha voz começou a mudar e acabei por perder a oportunidade de entrar neste ramo artístico. Mas é algo que sempre admirei e que tenciono um dia ainda experimentar, nem que seja através de um dos muitos workshops em que participo, porque acho que vale mesmo a pena para complementar com os outros ramos da arte.

Diz-nos uma coisa sobre ti que ninguém saiba?
Uau! Apanharam-me um pouco de surpresa… bem, deixem-me pensar… já sei! Eu adoro testar os meus limites, fazendo desafios/apostas comigo próprio. Por exemplo, eu tenho um cão – o Rock (sim, até o cão tem um nome ligado à música) – e dia sim, dia não, tenho de ser eu a passeá-lo. Por isso, às vezes, para a tarefa ser mais desafiante, eu faço uma aposta comigo de que consigo ir passeá-lo de pijama ou mascarado! Sim… eu sei que parece uma loucura, mas a verdade é que me divirto imenso quando vejo as reações das pessoas quando passam por mim na rua e isso faz do meu dia algo muito mais estimulante. Além disso, quem sabe, posso vir a ter de fazer algo do género em alguma peça de teatro ou em alguma série e assim já estarei mais bem preparado psicologicamente!

Qual o teu maior desejo?
O meu maior desejo é ter uma vida feliz, com família, bons amigos, algum dinheiro, e, sobretudo, a fazer o que eu goste, que neste momento é começar uma carreira como artista! Espero mesmo que esta experiência me corra bem.
Muito obrigado por tudo e até uma próxima vez!

11 years old Duarte Carrasco playing a dwarf, in Ricardo Carriço play Mother's Nature.

Duarte Carrasco is 16 years old and was selected by Prestige Talent LA, that has been on a world tour looking for new talent in various areas such as actors, models, singers and dancers. Duarte did numerous castings in Portugal, and soon he will be in California, to pursue his great dream of being an actor and model. He plays piano and is in the choir of the National Conservatory Music School, and he also has guitar lessons. He is an excellent student and next year, will be in Washington through AFS.
Portugal is full of talented people, full of Salvadores Sobral before winning the Eurovision Song Contest. It is necessary and urgent to give them attention!

What did you feel when you realized that you had been selected and that you were going to Los Angeles?
At first I didn't want to believe! When they called me I wasn't home. It took me a while to realize what the call was about. Even worse, the person on the other side spoke in English which made it difficult for me to undesntand, but then I realized what it was about, and it was only when I hung up the phone and began to assimilate all the words and translate others that I began to understand the dimension of my luck!

What are your expectations?
I am a very insecure person by nature, and I am accustomed to having the expectations as low as possible, mainly to avoid delusions. However, with this experience, I realized that with this attitude I would not go anywhere and now I am with very high expectations and I feel that this will be the opportunity of my life - it will be all or nothing!

You want to be an actor, but what about music? Is it also a passion?
Yes, the music has always been in my heart, but more as a support for the career of actor. Nothing very professional. In fact, I started to take music classes because I was participating in a children's musical, staged by the famous actor, Ricardo Carriço, "Mother Nature", and I realized that I should start investing in this area for future projects. I enrolled at age 12 in piano lessons, and the following year I decided that it was important to learn another "less fixed" instrument so to speak, since I would like to be able to carry the music with me and not the other way around, To have, at the same time, guitar lessons. At age 14, already starting to master the piano and with some guitar bases, I decided to enroll in the Conservatory. With a higher degree of learning, I had, besides the compulsory discipline of instrument, musical training and choir, a very funny discipline, because it helps me to develop this passion with a series of students of my age, passing from a Individual learning for a collective, where I developed even several friendships. Now, music is part of my day-to-day life and I hope it really helps me in acting.



Shirt by Guess.

Who are the actors you would really like to meet, and which series would you like to attend?
Um ... this question is a bit harder to answer since I would love to meet so many actors. I remembered now a funny story ... once, on a trip to London that I made with my family in 2015, we went to visit the famous wax museum Madame Tussauds, where I ended up taking pictures with huge celebrities such as Johnny Depp, Angelina Jolie and Brad Pitt, Robert Pattinson, Tom Cruise, Arnold Schwarzenegger and Morgan Freeman. And I remember perfectly when I went out to say to my parents: "One day I will still know all these actors in person without being in wax" (laughs). My parents of course laughed at the time, but one day, who knows? I like to think that anything is possible. In relation to the series in which I would like to participate the answer is very clear - Disney Channel. I have been following this channel for many years, and somehow feel that my personality in terms of representation closely resembles the criteria of the actors who participate in such series - children's comedy. Everyone who knows me, more as an actor than a friend, always says that they could perfectly well imagine me in a Disney series, because of my comic character and sarcasm. In the future who knows where I will get, but at this moment all my energies are turned to series of this kind.

And cinema? Tell me 3 movies that made you want to pursue this career.
Besides loving watching movies and series, I also really enjoy reading books. For me, it would be an honor to be able to participate in a movie that had a book of inspiration. As a fan of "Harry Potter," "Twilight Saga," and "Hunger Games," I know how to move so much from a book to a movie, mainly because of the huge cuts of parts that have to be made in the production so the movie does not take long So much time, and I know the great influence that a certain actor has for the character to remain faithful to the books. So movies like these make me want to pursue this career just to one day have the opportunity to participate in this type of movies.

For the year will you be living in Washington, if the US president gave you a wish what you proposed for that country?
Belonging to the world of the arts, what I would proposed to do, is to expand this country more and more and make it more accessible to those who do not have the financial means to enter. So that being an artist is enough to want and not be able to.



Tank by Vans, suit by Burberry.

Who is the person you most admire in the world?
Not the person, but the group of people I admire the most in the world is my family. Without them I would be nothing. Although I am the only artistic member in the family, everyone has always agreed to my decisions and supported me with every wish. I could not be prouder of the family I have.

What would you like to do that you have not done yet?
Doubtless dubbed films and series. In fact, there was a time that I had the opportunity to participate in the dubbing of a project, but it happened that my voice began to change and I ended up missing the opportunity to enter this artistic branch. But it is something that I have always admired and that I intend to one day still experience, even if it is through one of the many workshops I participate in, because I think it is worthwhile to complement with the other branches of art.

Tell us something about yourself that nobody knows?
Wow! They caught me a little by surprise ... well, let me think ... I know! I love testing my limits by making challenges / betting with myself. For example, I have a dog - Rock (yes, even the dog has a name attached to music) - and every other day, I have to be walking him. So sometimes, for the task to be more challenging, I make a bet with me that I can go walk him in pijamas or masquerade! Yes ... I know it sounds crazy, but the truth is that I have a lot of fun when I see the reactions of people when they pass me on the street and that makes my day something much more stimulating. Also, who knows, I may have to do something like that in some play or some series and I'll be better prepared psychologically!

What is your greatest desire?
My biggest wish is to have a happy life, with family, good friends, some money, and above all to do what I like, that at this moment is to start a career as an artist! I really hope this experience goes well for me. Thank you so much for everything and see you next time!

Shirt by Burberry.

about yellow

SUN LOVERS

10:00 da manhã

O Amarelo é a cor da criatividade, da sabedoria e da alegria. Na cultura asiática, representa a felicidade, a glória, a harmonia e a cultura. Uma cor muito apreciada também por artistas, nomeadamente por Vincent Van Gogh e Dora Holzhandler. O Amarelo é luz, é vida, porque é o Sol.
Em vários tons, desde o clarinho ao torrado, podemos usá-la sob a forma de diferentes produtos e objectos.

Yellow is the color of creativity, wisdom and joy. In Asian culture, it represents happiness, glory, harmony and culture. A color highly appreciated also by artists, notably by Vincent Van Gogh and Dora Holzhandler. Yellow is light, it is life, because it is the Sun.
In various shades, from light to toast, we can use it in the form of different products and objects.
Adoro estes óculos Ray Ban, são maravilhosos. 
I love these Ray Ban sunglasses, they're wonderful.
A frescura do limão sente-se nestes produtos que a Sephora lançou para o Verão. A Máscara hidrata e ilumina intensamente a pele, o que nestes dias de praia, é realmente muito importante. E 3 opções para limpar a pele, desmaquilhantes que revitalizam e tonificam com um aroma absolutamente irresistível e delicioso, as Toalhitas, o Gel e o Creme.

The freshness of the lemon sits on these products that Sephora has launched for the summer. The Mask moisturizes and intensely illuminates the skin, which in these days of beach, is really very important. And 3 options to clean the skin, make-up removers that revitalize and tone with an absolutely irresistible and delicious aroma, Wipes, Gel and Cream.
Oksana, numa obra de João Bacelar para a exposição Identidade e Circunstância, com um vestido de Diane Von Fursteberg.

Oksana, in a work by João Bacelar for the exhibition Identity and Circumstance, with a dress by Diane Von Fursteberg.
Proteger a pele é fundamental e necessário. A Clarins tem toda uma linha de protectores, em creme e spray, com pormenores e variantes que nos permitem escolher qual o que mais se adequa às nossas necessidades. Aloe vera, azeitona e kiwi, são alguns dos ingredientes destes produtos, que para além de protegerem a pele, são anti rugas e prolongam o nosso fantástico bronze.

Protecting the skin is essential and necessary. Clarins has a whole line of protectors, in cream and spray, with details and variants that allow us to choose the one that best suits our needs. Aloe vera, olive and kiwi are some of the ingredients of these products, which in addition to protecting the skin, are anti wrinkles and extend our fantastic bronze.
A coleção da Miu Miu para este Verão, tem uma forte inspiração retro. Toucas, fatos de banho e casacos em turco para a praia, em tons alegres e padrões ousados, são algumas peças highlight da estação.

The Miu Miu collection for this summer has a strong retro inspiration. Turtlenecks, swimsuits and turkish coats for the beach, in cheerful tones and bold patterns, are some highlight pieces of the season
Para as meninas e princesas, a Fendi tem várias propostas de vestidinhos adoráveis de perder a cabeça. As sandálias são da Fábula e também são um amor.

For the girls and princesses, Fendi has several adorable little dress proposals . The sandals are A Fábula and are also lovely.

about fashion

A PORTUGUESE TALENT

12:03 da tarde

Concept and Styling by Susana Jacobetty
Total Looks Nuno Abelho
Model Milene Veiga Central Models


O desfile aconteceu no Espaço de Artes Cénicas da Universidade de Évora
Nuno Abelho, criou esta coleção a que chamou Linhas Cruzadas, uma coleção resultante do seu amplo interesse por Artes Visuais, História de Arte e Design de Moda. Estas influências são perceptíveis nas suas peças, tanto na vertente da forma, como a nível estético. Com vários elementos de cultura Portuguesa, é também uma viagem imaginária por lugares, épocas e referências de Portugal no mundo. Claramente, uma ode ao feminino, ao delicado e ao chique, Nuno Abelho, sugere-nos silhuetas de inspiração vintage, onde predominam as sedas, o brocado, o jacquard e os algodões. Toda a coleção apresenta detalhes, como bordados e acabamentos de excelência realizados à mão. O conceito é de couture-a-porter



The Fashion Show took place in the Performing Arts Space of the University of Évora.
Nuno Abelho, created this collection which he called Cross Lines, a collection resulting from his broad interest in Visual Arts, Art History and Fashion Design. These influences are perceptible in their pieces, both in terms of form and aesthetics. With many elements of Portuguese culture, it is also an imaginary journey through places, times and references of Portugal in the world. Clearly, an ode to the feminine, the delicate and the chic, Nuno Abelho, suggests silhouettes of vintage inspiration, predominating silks, brocade, jacquard and cotton. The entire collection features details, such as embroidery and handmade excellence finishes. The concept is couture-to-wear.



about art

A GIRL YOU WILL WANT TO MEET JOANA HAMROL INTERVIEW

12:55 da tarde



Falar de Joana Hamrol é também falar do futuro da Arte.

Auto retrato 

Concept, Interview and Styling by Susana Jacobetty
Total Looks by Burberry Prorsum
with Model and Artist Joana Hamrol L'agence Lisboa




Embora Joana tenha nascido em Portugal, a mãe e toda a sua família é búlgara, o pai é luso angolano, sendo a avó paterna filha de uma madeirense e de um alemão com nome polaco, e o avô paterno filho de ingleses e marroquinos.

Neta do escultor Henrique Pereira e neta e filha de pianistas, sendo a mãe acordeonista, Joana nasce numa família de ArtistasO primeiro retrato que desenhou foi o de sua avó paterna Johanna Brunhild Hamrol Pereira, quando tinha 8 anos, a maneira como conseguiu captar a sua atitude, fê-la pensar, ainda em pequenina, que tinha aptidão para o retrato. O desenho perdeu-se há muito mas a sua vontade continuou. Mais tarde, estuda e licencia-se em Artes Plásticas Pintura na Faculdade de Belas Artes em Lisboa, e expõe em individuais e colectivas. 

É apaixonada pelo desenho de pintores Barrocos e Românticos, como Rembrandt e Ivan Aivazovsky, e principalmente pelo dos vídeo jogos e anime japonesa.


Joana Hamrol, modelo, com uma carreira reconhecida nacional e internacionalmente, sobressai agora como Pintora e Concept Artist.

Botija verde

Botija Rosa

Em que momento decidiste seguir uma carreira como artista?
Terá sido por volta dos meus 13 anos de idade, quando fiquei totalmente absorvida na prática do desenho. Os anos passaram, e desenhar era mesmo aquilo que eu queria fazer; ao escolher qual o curso académico a seguir, ainda vacilei entre Arquitectura e Arqueologia, porque são áreas que na altura me interessavam bastante, acontece que no ano anterior a entrar na Universidade percebi que tudo aquilo que eu imaginava e criava englobar-se-ía em Belas-Artes. Eu estava bastante influenciada  por dois artistas japoneses que faziam Concept Art para Gaming e eles tinham estudos académicos em Belas-Artes. Foi aí que me candidatei para Artes-Plasticas Pintura, e entrei. 

Em Portugal há uma tendência para direccionar os alunos para áreas como ciências e economia, alguma vez sentiste essa pressão?
Nunca senti pressão nenhuma a seguir essas áreas porque a minha família vem toda do ramo das Artes, aliás, aos meus 4 anos de idade estudei violino, que, com bastante arrependimento meu, acabei por abandonar. Os hobbies da minha adolescência podem-se resumir a Desenho e Game, acabando por ser o que eu realmente queria fazer no futuro. 

Qual a tua visão do panorama artístico em Portugal? 
É complicado elaborar uma resposta pois estive afastada do meio durante uns anos devido à minha carreira de Modelo e a minha visão pode não estar precisa, mas vejo muito pouco investimento e divulgação de artistas portugueses, vejo que há bastantes artistas que acabam por viajar e acabam por desenvolver o seu trabalho noutro país. Gostava que houvesse uma mudança em Portugal nesse aspecto, algo que favorecesse o crescimento das Artes Visuais e Artes-Plásticas. O apoio é necessário quando os artistas se iniciam  e não quando já se tornaram de renome.  




Tens sugestões para sensibilizar uma grande camada da nossa sociedade que insiste em minimizar estas áreas criativas? 
Isso talvez passaria por reeducar os Mídia que pouco falam de Arte. A minha sugestão é incluir o ensino da História de Arte nos programas escolares para entender a importância que a Arte tem tido na sociedade e a riqueza que acrescenta à Humanidade. Entender porque é que os mestres são mestres, e aquilo que é necessário para o ser. Um artista não pode apenas valer-se do seu talento ou apenas do seu trabalho, é exactamente a união do talento e do trabalho que faz criar um verdadeiro artista e, não existindo um ambiente propício ao trabalho para quem tem talento, torna-se muito difícil criar algo artístico. Depois de compreender isto, então essa camada menos sensibilizada pode ver o quão importante a Arte é. Em Pintura e Escultura as grandes obras surgiram numa altura em que existiam Patronos, que investiam bastante nos artistas e chegavam até a ter pintores pessoais, investiam em escolas com mestres e, é por isso, que nesta altura houve um grande florescimento. Sem investimento não pode haver qualidade.

O que pretendes expressar com a tua arte?
Eu tenho dois grandes objectivos a nível da expressão: 1 - trazer ao público sensações nunca antes vivenciadas; 2 - mostrar que  há sempre um refúgio para além da realidade, onde nos podemos abrigar, criar e trabalhar como se não estivessemos no mundo verdadeiro, esta liberdade interior de expressão só se completa quando é exteriorizada. 

Gostas de gaming no entanto a tua arte não tem nada de digital, são duas áreas que não misturas?
Bem eu sempre fiz Concept-Art, mas tudo a lápis desenhado em papel, essa é uma questão que surge no momento adequado porque comecei há, sensivelmente, 6 meses a trabalhar com programas digitais de Desenho. No início deste ano frequentei masterclasses com o artista Florien de Gesincourt, que trabalhou para Assassin's Creed, Magic the Gathering  e Wizards of the Coast, e aprendi imenso em desenho digital. Neste momento uso o Procreate e, concerteza que no futuro grande parte do meu trabalho será digital. Posso afirmar que acabei de começar a trabalhar nesta área. Para os interessados é so irem ao link Artstation https://www.artstation.com/artist/joanahamrol

Ensaio de Miúdos ao Sol

Quem são as tuas grandes referências e inspirações? 
Em primeiro lugar Rembrandt e Ivan Aivazovsky. Depois Yoshikata Amano - o criador dos personagens da saga Final Fantasy e Rui Araizumi, ilustrador da minha Anime favorita - The Slayers e ainda o ilustrador Yoshiuki Sadamoto. Hoje em dia sigo bastante o trabalho do Shinkiro e de Maciej Kuciara. 

Se pudesses escolher qualquer pessoa do mundo viva ou não, quem convidarias para um brunch, para um almoço e para um jantar? 
Para um brunch Katsuhiro Harada, para um almoço Auguste Rodin, para um jantar Salvador Dali.

Qual foi a última exposição que viste e gostaste?
A última exposição que vi e me marcou foi a do artista francês Auguste Borget, intitulada O Pintor Viajante no sul da China, que esteve no Museu de Arte de Macau. Foi uma exposição com aguarelas, desenhos, pinturas e gravuras da sua viagem pelo Sul da China no século XIX; ilustra a zona de Cantão e relata paisagens e locais por onde ele passou e as vivências que nelas teve. 

Se fosses uma obra de Arte, qual serias?
Seria "O viajante sobre o mar de névoa" de Friedrich.

Ser Artista é....?
É apresentar ao mundo algo de especial e inegualável, que perdure no tempo e ultrapasse gerações pela sua qualidade e autenticidade.


To speak of Joana Hamrol is also to speak about the future of Art.

Although Joana was born in Portugal, her mother and all her family is Bulgarian, the father is Angolan Portuguese, the paternal grandmother is the daughter of a Portuguese from Madeira's Island and a German with a Polish name, and the paternal grandfather is the son of English and Moroccans.

granddaughter of the sculptor Henrique Pereira and granddaughter and daughter of pianists, being the accordionist mother, Joana is born in a family of Artists. The first portrait she drew was that of her paternal grandmother, Johanna Brunhild Hamrol Pereira, when she was 8 years old, the way she managed to capture her attitude, made her think, even in the smallest, that she was apt for portrait. The drawing was lost long ago but even very young she felt she had talent for portrait. Later, he studied and graduated in Fine Arts and Painting at the Faculty of Fine Arts in Lisbon, and exhibited in individual and collective exibitions.

She is passionate about the art of painters Baroque and Romantic, like Rembrandt, Ivan Aivazovsky, and for video games and Japanese anime.



Joana Hamrol, model, with a recognised career nationally and internationally, stands out now as Painter and Concept Artist.

 Ensaio de Robot

Dinosauro Dourado Envolvido em Tinta

When did you decide to pursue a career as an artist?
It will have been around my 13 years of age, when I was totally absorbed in drawing practice. The years went by, and drawing was what I wanted to do; When choosing which academic course to follow, I still vacillated between Architecture and Archeology, because they are areas that at the time interested me a lot, it happens that the year before to enter the University I realized that everything that I imagined and created would be included in Fine Arts. I was quite influenced by two Japanese artists who made Concept Art for Gaming and they had academic studies in Fine Arts. That's when I applied for Arts-Plastic Painting, and I entered.

In Portugal there is a tendency to direct students to areas such as science and economics, have you ever felt this pressure?
I never felt any pressure to follow these areas because my family comes from the Arts, and at the age of four I studied violin, which, with enough regrets, I finally gave up. The hobbies of my adolescence can be summed up in Drawing and Game, ending up being what I really wanted to do in the future.

What is your view of the artistic panorama in Portugal?
It is difficult to elaborate a response because I have been away from the medium for a few years due to my modeling career and my vision may not be accurate, but I see very little investment and dissemination of Portuguese artists, I see that there are quite a few artists that end up traveling and ending up For developing their work in another country. I liked that there was a change in Portugal in this aspect, something that favored the growth of Visual Arts and Plastic Arts. Support is needed when artists start and not when they have already become renowned.






Do you have suggestions to change a great layer of our society that insists on minimising these creative areas?
This would perhaps involve re-educating the Media that speak little of Art. My suggestion is to include the teaching of Art History in school programs to understand the importance Art has had in society and the wealth it brings to humanity. Understand why masters are masters, and what is necessary for being. An artist can not only rely on his talent or just his work, it is precisely the union of talent and work that makes a true artist and, in the absence of an environment conducive to work for those who have talent, it becomes very Difficult to create something artistic. After understanding this, then this layer can see just how important Art is. In Painting and Sculpture the great works appeared at a time when there were patrons, who invested heavily in artists and even had personal painters, invested in schools with masters and, for this reason, there was a great flowering. Without investment there can be no quality.

What do you want to express with your art?
I have two great objectives in terms of expression: 1 - to bring to the public sensations never before experienced; 2 - show that there is always a refuge beyond reality, where we can shelter, create and work as if we were not in the real world, this inner freedom of expression is only complete when it is exposed.

You like gaming however your art has nothing digital, are two areas that do not mix?
Well I've always done Concept-Art, but everything in pencil drawn on paper, this is an issue that arises at the right time because I started there, roughly 6 months working with digital drawing programs. Earlier this year I attended masterclasses with artist Florien de Gesincourt, who worked for Assassin's Creed, Magic the Gathering and Wizards of the Coast, and learned a lot in digital drawing. At this moment I use Procreate and, of course, in the future much of my work will be digital. I can say that I just started working in this area. For those interested, just go to the link Artstation https://www.artstation.com/artist/joanahamrol

Desvanecimento de um Corpo pela Praia

Ilustração da Série "Desintegração Humana sobre memórias á Beira Mar

Who are your great references and inspirations? Firstly Rembrandt and Ivan Aivazovsky. Then Yoshikata Amano - the creator of the characters in the Final Fantasy saga and Rui Araizumi, illustrator of my favorite Anime - The Slayers and still illustrator Yoshiuki Sadamoto. Nowadays I follow quite the work of Shinkiro and Maciej Kuciara.

If you could choose anybody from the living world or not, who would you invite to a brunch, lunch and dinner?
For Brunch Katsuhiro Harada, for lunch Auguste Rodin, for dinner Salvador Dali.

What was the last exhibition you saw and liked?
The last exhibition I saw and marked me was the French artist Auguste Borget, entitled The Traveler Painter in South China, who was at the Macao Museum of Art. It was an exhibition with watercolors, drawings, paintings and engravings of his trip through South China in the nineteenth century; Illustrates the area of ​​Canton and reports landscapes and places where he passed and the experiences that had them.

If you were a work of art, what would you be?
It would be "The Traveler on the Sea of ​​Fog" by Friedrich.

To be an Artist ....?
It is to present to the world something special and undeniable, that will last in time and surpass generations for its quality and authenticity.



Com tecnologia do Blogger.

Get Awesome Stuff
in your inbox